Compartilhe:

Aprenda a fazer um queijos e vinhos perfeito

Veja nesta matéria dicas dos melhores e de todos os tipos de queijos e vinhos que existem, para você fazer um queijos e vinhos perfeito!

Publicado por: Cida Ramos

queijos-e-vinho

Na hora de fazer uma festa intima, uma recepção para amigos ou uma festa para muitas pessoas como um coquetel, uma boa dica é fazer um queijos e vinhos. Mas muita gente tem dúvida de como faz, quais queijos comprar, ou mesmo os vinhos indicados. Se esta também é a sua dúvida, veja nesta matéria tudo para fazer um queijos e vinhos perfeito e agradar à todos!

Segundo especialistas a dupla celebrada em encontros, jantares e reuniões os queijos e vinhos não são ideais. Para os conhecedores do universo do vinho, queijos são alimentos gordurosos que dificultam saborear realmente a bebida, por entupir as papilas gustativas da língua. E isso pode ser visto inclusive no livro da inglesa Joanna Simon o Companhia das Letras.

Mas independente do que os especialistas falam, a maioria das pessoas adoram essa combinação, inclusive os italianos. E mesmo que você saiba disso não vai deixar de comer queijo e tomar vinho né? Eles são uma receita prática para receber amigos ou mesmo para reuniões ou festas como já falamos antes. E existem até pessoas especializadas em fazer festas de queijos e vinho por aqui no Brasil.

Uma solução é tentar conhecer mais sobre as combinações ideais entre os queijos e os seus respectivos vinhos, como as duplas testadas e aprovadas pelos especialistas menos radicais.

O que se sabe, é que um queijo forte pede um vinho tinto, mas em alguns casos não, porque um queijo muito forte pode sobrepor até os vinhos mais encorpados e nesse caso outros podem combinar melhor, como vinho branco mais ácido. O ideal para um queijos e vinho e servir do mais suave ao mais forte para garantir o sucesso da degustação.

E mesmo que a harmonização em alguns casos não seja a ideal, nunca será desastrosa. Então a dica é escolher vinhos de boa qualidade e aprender a combinar o alimento com a bebida. Por isso depois de ver essa matéria no Terra, feita por Michelle Achkar, resolvi trazer um pouco do conhecimento desses especialistas que sabem muito bem combinar os vinhos com os queijos. São eles a importadora de vinhos Mistral e do fabricante de queijos Tirolez.

 

Veja também:

Fondue de chocolate

Fondue de queijo

Como decorar a mesa para um jantar romântico

 

Veja o passo a passo e aprenda a fazer um queijos e vinhos de arrasar!

1 – Quantidade

1

Escolha pelo menos cinco tipos, entre os de sabores suaves e mais fortes. No entanto, evite servir mussarela, queijo prato ou queijo-de-minas e também provolone e parmesão.

Os três primeiros são muito comuns para um evento temático com queijos e vinhos e os dois últimos, muitos fortes e podem atrapalhar a degustação dos outros tipos e também da bebida.

2 – Disposição

2

Sirva-os sobre tábuas, sem fatiar ou cortar em pedaços pequenos. Deixe que cada convidado corte os queijos, e apenas garanta que cada tipo tenha sua própria faca para não misturar os sabores.

3 – Outros alimentos

3

Pães são complementos ideais e frutas também são bem-vindas. Além de combinar com alguns queijos, ajudam a limpar o paladar para experimentação de novos sabores. Uvas e maçãs são as preferidas dos especialistas. Frutas secas também são boas opções. E não se esqueça de deixar água à disposição dos convidados.

4 – Combinação

4

Em geral, queijos de casca dura combinam com vinhos tintos e queijos frescos vão melhor com os brancos. E quanto mais cremoso o queijo, mais acidez o vinho deve ter.

5 – Um único vinho

5

Não é pecado mortal servir um único vinho durante toda a reunião, mesmo tendo vários tipos de queijos à disposição. Nesse caso, escolha um que não seja muito maduro nem muito suave.

6 – Queijos azuis

6

Os assim denominados, feitos a partir da maturação de fungos, como o gorgonzola, roquefort, stilton, maytag, combinam com vinhos mais doces, para quebrar o sabor rico, forte e salgado. Escolha um recomendado para acompanhar sobremesas, tinto, um branco de Sauternes ou vinho do Porto.

7 – Queijos frescos e sem casca

7

Vinhos brancos leves, como o Riesling ou Chardonnay, acompanham bem mussarela ou Mascarpone. Vinho rosés também são boas  opções.

8 – Queijos de massa mole e casca aveludada

8

Os mais conhecidos são o Brie,Chamois d’or e Camembert que vão melhor com vinhos brancos, do tipo Chardonnay. Quem preferir a companhia de um tinto pode optar por vinho Pinot Noir.

9 – Queijo de cabra

9

A companhia para a versão feita com o leite do animal são os vinhos produzidos com a uva Sauvignon Blanc. A escolha vale para também para o tipo Feta, feito com leite de cabra e de ovelha, e os mais famosos como os de Rocamadour e Valençay.

10 – Queijos de casca lavada

10
São os de pasta mole e semidura que passam por lavagens periódicas durante o processo de cura ganhando, assim, sabor mais suave. Há inúmeros tipos, como Pont l’êveque, Taleggio,Livarot, Èpoisses, Maroilles ou Munster que vão bem com vinhos feitos com a uva Syrah. Tintos suaves e brancos secos também podem ser boas opções.

11 – Massa cremosa e prensada

11

Reblochon, port-salut, saint-nectaire, saint-paulin combinam com vinhos tintos, que podem ser da versão cabernet sauvignon, malbec ou pinot noir. A única regra é que não devem ser muito tânicos, ou seja, transmitir aquela sensação de acidez ao descer pela garganta.

12 – Serra da estrela

12

O famoso queijo português feito com leite de ovelha pode ser combinado com um vinho do Porto ou com outros do mesmo país, sempre tintos.

13 – Parmesão e grana padano

13

Mais duros e geralmente usados como complementos em refeições, podem ser consumidos com vinhos do tipo pinot gris ou pinot grigio.

14 – Suíços

14

De paladar fácil, como Emmental, Gruyère, Maasdame, Fol epi, Gouda, costumam agradar a todos. As melhores companhias são vinhos brancos doces, como os chardonnays. Mas é possível servir também com pinot noir ou vinhos da região da Borgonha, sejam tintos ou brancos.

15 – Provolone

15

A dupla ideal é formada com vinho feito com as uvas Gewürztraminer ou Syrah, embora um Shiraz australiano também possa ser uma boa alternativa.

16 – Catupiry

16

Até a versão brasileira combina com vinho, no caso um rosado seco.

17 – Fondue

17

Prefira os brancos ácidos, como os suíços, gregos, austríacos ou os feitos com a uva sauvignon blanc da Nova Zelândia.

Fonte das fotos: Terra

Recomendado para você

Comentários

Uma resposta para “Aprenda a fazer um queijos e vinhos perfeito

  1. almir correa passos disse:

    ok.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *