Compartilhe:

Aprenda como cultivar orquídeas Cattleyas

Tire as suas dúvidas de como plantar, cultivar, cuidar das mudas de orquídeas do grupo das Cattleyas para produzirem lindas flores.

Publicado por: Cida Ramos

orquidea-catleia-cattleya-como-cultivar

Sempre achei que as orquídeas são lindas, mas nunca soube como cultivá-las. E muitos diziam que era difícil e complicado. E assim segui sem nem pensar em tentar.

Tudo isso começou a mudar a partir do dia que ganhei de presente de uma menininha neta da minha vizinha, uma muda com apenas uma folha. Mesmo sendo leiga, eu percebi que a folha era grande, que deveria se tratar de uma orquídea de tamanho maior, só depois vim, a saber, que era do grupo das Cattleyas ou Catleias. Como estava sem tempo para aprender a cuidar, a coloquei em um lugar na varanda, em cima de um banco alto, a meia sombra, ventilado e regava 1 vez por semana.

Aprendendo a cultivar uma muda de orquídea

Depois de algum tempo assim, nada de novo aconteceu com a muda. Resolvi ir ao mercado, comprar terra adubada, um vaso de fibra de coco, que imita o xaxim e plantei-a com aquela coisa toda que ela tinha do vasinho antigo, assim como se faz quando se muda uma planta para outro vaso. Bem, ai ela começou a dar folhas e mais folhas e nada de flor.

Um belo dia ela apareceu com uma coisa saindo de dentro da folha, tipo uma linguinha. Pensei, deve ser daí que sai a flor. Fiquei entusiasmada, e resolvi muda-la para um lugar maior, para dar mais conforto, crente que estava fazendo o melhor. Tinha procurado informações na internet e não tinha encontrado nada mostrando se aquela coisa que saia da folha era o vislumbre de uma flor, ou não.

Porém aprendi que: a planta não gostava de terra adubada, que na hora de mudar tinha que tirar o substrato, que o vaso tinha que ter furos, e que tinha que lavar e soltar as raízes antes de fazer a muda. Que ela não gostava de água nas patinhas, nas raízes e tudo mais. Que teria que comprar o substrato, catar pedaços de pau, restos de carvão e comprar adubo com mamona e pó de osso e tudo mais.

Aff, levei quase um dia inteiro aprendendo, lendo posts e vendo vídeos de como fazer a muda da planta. Depois dessa maratona, fiz a muda nos conformes e esperei. Na mesma semana aquela linguinha que eu falei, amarelou, foi secando. Ai eu pensei, onde foi que eu errei? Que coisa mais complicada de entender.

Bem, assim que pude voltei para internet procurando informações para saber de onde saia à flor, se aquela linguinha era o lugar. Bem encontrei no site orquídea sem mistério, de um Engenheiro agrônomo, chamado Andrew Fogtman, algumas informações  preciosas , e outras no site MdeMulher, e descobri que sim, era dali que saia a flor e que se nesta fase de inicio de floração a planta for mudada de lugar ou de vaso ela abandona o projeto de florescer.

Que pena! Então foi por causa disso que a minha não deu flor naquele momento. Ok, então, agora eu descobri que tinha feito mais uma coisa errada, e fui cuidando da plantinha sem mudar de lugar, sem encharcar de água e até que finalmente nasceu uma folha diferente, e depois finalmente ela deu flor! Ai, eu resolvi fotografar, e compartilhar com vocês a minha história difícil, mas com final feliz, de como plantar, cuidar e cultivar uma muda de orquídea. Posso garantir que compensa, elas são lindas! Adorei e pretendo adquirir outra muda em breve. Uma informação importante as Cattleyas podem ser cultivadas em todo Brasil.

O nome da minha é  Ryncholaeliocattleya alma kee, linda né?!

E mais, descobri também que elas são sucesso de vendas desde sua criação, talvez pela beleza e pelo tamanho das suas flores e por nascerem duas vezes ao ano quando bem cultivada.

Mas agora vamos às informações que eu pesquisei. J

As Cattleyas e o seu desenvolvimento

Existem dois tipos básicos de formas de crescimento nas orquídeas que é o Monopodial, e o das  simpodiais que são a maioria das orquídeas que possuem um crescimento de forma descontinua, no sentido horizontal. Em geral a estrutura chamada rizoma,  é um caule que cresce sempre no sentido do substrato e dele são emitidos os pseudobulbos ou hastes que crescem com um número definido de folhas e depois não crescem mais.  Como é o caso das Cattleyas, Dendrobiuns, Bulbophylluns, Catasetuns.

Foto Via:orquideassemmisterio.blogspot.com.br

Foto Via:orquideassemmisterio.blogspot.com.br

Por sua vez os pseudobulbos ou os “bulbos” são a estrutura de reserva dessas orquídeas e também de onde saem as folhas, espatas e flores. Por isso a importância de se entender o desenvolvimento deles.Depois vou fazer outro post explicando as 5 fases de desenvolvimento e importância dos bulbos.

Tutorial de como plantar, cultivar, cuidar de uma muda de orquídea do grupo das  Cattleyas

As maiores dúvidas, resolvidas com perguntas e respostas:

Melhor lugar para cultivar casa ou apartamento?

-As orquídeas se adaptam  tanto em ambiente interno quanto em externo. Quem mora em casa pode deixar os vasos no quintal, sobre um banco, um suporte fora do chão para não atrair lesmas.

Se você mora em apartamento, aproveite o parapeito de qualquer janela que tenha disponível, desde que pegue sol sem excesso, deve-se cultivar a meia luz.

Qual o vaso adequado?

-A Cattleya vai melhor no vaso de barro com aqueles furinhos laterais que dão mais ventilação, mas pode ser plantada em vaso de plástico.

Toda orquídea deve ser amarrada em árvore?

-A resposta dos especialistas para a Cattleya é não. Esse suporte funciona melhor com espécies chamadas “epífitas”, que naturalmente vivem sobre os galhos, como falenópsis e chuva-de-ouro. Eu já vi Cattleya amarrada em tronco de árvore na casa de uma amiga, mas já li muito sobre isso e descobri que para a Cattleya o melhor é o vaso.

Posso plantar orquídea na terra?

-A resposta para o grupo da Cattleya  é terminantemente não. Plante  no vaso, com  substrato, uma mistura de carvão, casca de coco e tronco de árvore, vendida em floriculturas ou mercados.

Quantas vezes devo molhar e como?

-Faz-se na rega com pouca água, sem cloro, uma vez por semana, molhando de preferência as folhas. Quer regar melhor? Leve o vaso para uma pia ou um tanque e deixe a água encharcar a planta até escorrer pelos furinhos. Molhe inclusive na parte debaixo das folhas. Deixe escorrendo por alguns minutos até voltar o vaso para o lugar em que ele estava.

-Dispense o prato que fica embaixo do vaso. Orquídeas não gostam de ter água parada nas raízes.
Orquídeas como as  Cattleyas, que têm caule gordinho, precisam de menos água do que as outras. Essa região é chamada de pseudobulbo e serve como uma reserva de comida.

-Se a planta estiver florida, tome cuidado para não derrubar água na flor. Não é que ela não goste de rega, não! O problema é que flores molhadas atraem pulgões, fungos e bactérias.

Preciso adubar? Como fazer?

-Adubar com farinha de osso e torta de algodão ou mamona, a cada três meses;

-Se você borrifar sua orquídea uma vez por mês com adubo NPK 20-20-20, ela pegará menos doenças e dará flores maiores e mais bonitas.

Quantas vezes ela floresce?

-Normalmente floresce uma vez  por ano, pode chegar a  duas vezes se bem cuidada e bem adubada.

Quando mudar de vaso?

Após a florada, podem-se fazer muda ou mudar de vaso. Mas só é preciso mudar de vaso se o vaso já estiver cheio de mudas, sem espaço. Se quiser fazer muda, tem que ter pelo menos seis folhas para dividir 3 para cada vaso. Elas precisam das folhas antigas como sustento.

Viu? Não é tão difícil? Se tiverem dúvidas deixem nos comentários, vou procurar responder. Lembrando que não sou especialista, mas vou me esforçar para compartilhar o conhecimento com vocês. 🙂

Agora vou mostrar para vocês a foto da minha experiência com a minha muda de Cattleya, desde o desenvolvimento da folha a flor. Fiquei emocionada quando vi aquela folha com aquela coisinha dentro da folha, perece um embriãozinho da planta. Depois nem se fala a minha felicidade quando veio a flor tão linda, vejam.

folha-desenvolvendo-orquidea-catleia-cattleya

Foto: CidaRamos para PortalTudoAqui

Linda né?

Foto: CidaRamos para o PortalTudoAqui

Foto: CidaRamos para o PortalTudoAqui – Planta: Cattleya – Nome científico:Ryncholaeliocattleya alma kee

Fiquei tão feliz por ter dado logo 4 flores, amei! Espero que tenham gostado da matéria, deixem os seus comentários.

Update:

Minha plantinha continua linda e já deu mais flores depois dessas. E como eu ainda não tinha falado de uma coisa importante que fiquei sabendo resolvi compartilhar com vocês. Quando as flores secam, fica um talozinho e uma especie de palha em volta. E você não pode apenas puxar ela fora. Tem um processo correto para fazer isso. Tem que cortar com tesoura esterilizar, você queima a ponta da tesoura e corta, depois volta queima de novo e corta o outro talinho. Cada vez que você for cortar precisa sim esterilizar. Depois você faz um chá com um pouco de canela e passa na ponta do talo onde você cortou. Isso vai ajudar a planta a se regenerar e selar para que não entre nenhum fungo ou “doença” por ali. Depois você deixa essa folha ali mesmo na sua planta, ela vai ser avó no futuro, ela vai brotar outra folha nova que futuramente vai dar outras flores e assim sucessivamente. Interessante né?

Fiz uma foto rapidinha pra vocês verem como fazer a tosa da flor seca da sua orquídea

como-podar-as-flores-secas-da-sua-orquidea-cattleya

 

E como andaram me fazendo outras perguntas vou deixar algumas dicas  em forma de perguntas e respostas.

Posso cortar a folha ou a parte da folha com as manchas?

Sim. Em alguns casos isso até é recomendado. Também pode ser cortada se você achar que está atrapalhando a estética da sua planta.

É importante ressaltar que, apenas cortar, não irá resolver o problema, pois sem o tratamento, as manchas irão reaparecer. Precisa verificar ser tem fungos, muita umidade e se a planta estiver doente tratar. De preferencia com receitas caseiras.

Qual é o melhor meio de evitar que a minha orquídea fique doente?

A melhor maneira é a prevenção, então, para evitar a contaminação dos seus exemplares é importante alguns cuidados:

Quando compramos alguma orquídea, precisamos observar se nas folhas tem manchas circulares amarelas ou manchas marrons (arredondadas) que envolta estejam amareladas.

Sempre deixe sua orquídea recém comprada de quarentena. Isso porque precisamos deixar as novatas separadas por 40 dias para ter certeza que não tem nenhuma doença incubada.

Deixe sua orquídea em local arejado e que haja renovação de ar.

Se você costuma colocar os vasos pendurados, evite colocar um vaso pendurado embaixo do outro, pois a água do vaso de cima cairá sobre a planta de baixo e, se esta estiver contaminada, os fungos podem para passar de uma planta para outra através da água

Sempre  esterelizar as tesouras de poda antes de cortar qualquer parte da sua orquídea e nunca usar uma mesma tesoura (sem estar esterelizada) em duas ou mais orquídeas. Isso porque também é desta forma que as doenças passam de uma para outra.

O local onde você cultiva as suas plantas deve ser limpo, ventilado, com meia sombra.

Existe algum remédio para colocar na folha ou no talo quando ele for cortado? 

Sim como eu já expliquei e mostrei na foto acima, o cicatrizante para orquídeas é uma mistura caseira de um pouco de água com um pouco de canela em pó. Passe na parte que cortou. Vai cicatrizar e evitar doenças.

Fontes de pesquisa: mdemulher e orquideassemmisterio

Espero que tenham gostado das novas dicas. Deixe o seu comentário e obrigada pela visita 🙂

Recomendado para você

Comentários

18 Respostas para “Aprenda como cultivar orquídeas Cattleyas

  1. carmen disse:

    Amei sua postagem. Amo orquideas e tbem não sei cultivar, mas sua aula valeu.

  2. marisa disse:

    BOA TARDE!

    EU COMO ORQUÍDEAS PRINCIPALMENTE AS CATLEIAS!
    TENHO 4 VASOS . GOSTARIA DE SABER DEPOIS QUE DA FLOR, NAQUELA MESMA FOLHA PODE DAR FOLHA NOVAMENTE?
    O QUE FAZER COM A FOLHA QUE JA FLORIU?

    1. Cida Ramos disse:

      Olá Marisa, eu não entendi, você disse que come orquídea? Tá, mas respondendo a sua pergunta… tenho pouca experiência no cultivo, mas essa pergunta eu posso responder. Essa folha que já floriu, não reproduz novamente. Você deve retirar o talo seco que resta da flor, cortando com uma tesoura esterilizada, corta bem rentinho e deixa a folha ali mesmo. Ela serve de folha mãe para as próximas folhas que vão aparecer e de avó para as próximas folhas. Elas servem também como mudas quando você for fazer o replantio. Enquanto você não replanta, muda o vaso, ela fica ali mesmo, depois de você retirar o talinho seco de onde a flor saiu. Entendeu? Obrigada pela visita e pela pergunta 🙂

  3. Terezinha de Fátima Fontes disse:

    Estou pelejando com uma dendrobium, já a quase um ano já fiz de tudo e ela não cresce, não dar folhas muito menos flor, se souber algo sobre as (DENDROBIUM0)me informe.

    1. Cida Ramos disse:

      Olá Terezinha, o que eu sei é sobre a Cattleyas, porque ganhei e pesquisei para cultivar. Mas vou pesquisar sobre a sua e em breve fazer outra matéria.Se puder aguarde. Obrigada pela visita e pela pergunta.

  4. Jaciara disse:

    Comprei uma catheya a poucos dias, agora vi que está saindo uma linguinha de dentro da folha, será flor? rsrsr
    Será que é a explicação da linguinha que saiu na sua?

    1. Cida Ramos disse:

      Olá Jaciara, ainda não minha querida. Tem brotos que são rizomas, são pseudos bulbos e não dão flor. Tem brotos que podem vir a dar flor, mas primeiro tem que crescer a folha, ai se do meio dela aparecer um brotinho é flor. Como você pode ver ai na foto acima. Continue cuidando dela, que vai dar tudo certo. Obrigada pela visita e pela pergunta.

  5. neide disse:

    adoro essa orquidea tenho sete deles mais nenhuma e emarela essa sua e a mais bonita delas quero compra uma e muito linda

  6. Ruth Andrade disse:

    Linda mesmo! Eu nunca tinha visto uma beleza tão rara…quatro flores em uma única planta, é fenomenal!!! Parabéns!!!

  7. gloria oliveira disse:

    AMEI SUA ORQUIDEA, FLORES MARAVILHOSAS, EU TENHO UMA ROSA, SUA MATERIA TAMBEM, TIROU MUITAS DÚVIDAS, OBRIGADA.

    1. Cida Ramos disse:

      Quem bom que gostou glória, obrigada pela visita!

  8. luana disse:

    Eu tbm tenho delas aqui ,são lindas, ganhei as minhas floridas e não deram mais flores.Isso já a dois anos,só nascem folhas. Não irei perder as esperanças rss em breve estarão lindas tbm com a sua ,assim espero.

  9. ondina disse:

    materia muito interessante

  10. Eliane disse:

    Oi amiga, como somos bobinhas ne rsrsr!!!acabei me emocionante com o resultado da sua experiência com a catleia, isso foi muito bom !!! Devemos ser perseverantes em tudo ne !!! Isso me trouxe uma reflexão sobre sempre perseverar nas dificuldades. Brigadinha o resultando e muito gratificante, uma linda flor para me alegrar pelo esforço. Bjus querida !!!!!

    1. Cida Ramos disse:

      Olá Eliane, somos “bobinhas” sim, mas é realmente gratificante quando a gente consegue um resultado. Antes de tudo já que ganhei a muda, quis dar uma chance para a planta. Ai me senti na responsabilidade de aprender sobre ela e no final quem ganhou mais fui eu. Ficou linda. Beijos e obrigada pela visita e pelo seu comentário gentil. Beijos

  11. AUREA disse:

    ADOREI SABER MAIS SOBRE ORQUIDEAS. AFINAL AMO .
    A SUA ESTÁ UM ESPETÁCULO. PARABÉNS.

    1. Cida Ramos disse:

      Olá Aurea, que bom que gostou! Eu tinha muitas dúvidas e depois que ganhei uma resolvi pesquisar e depois compartilhar aqui na matéria. Obrigada pela visita e pelo gentil comentário 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *