Compartilhe:

Creme de pentear ou leave-in? Saiba as diferenças entre eles

Para quem está em dúvida entre usar creme para pentear ou leave-in, vamos começar esta matéria de forma bem didática: enquanto o primeiro ajuda a arrumar e desembaraçar os cabelos, o outro é mais utilizado para disciplinar os fios.   Por ser bem menos oleoso, o leave-in pode ser usado, por exemplo, na finalização de […]

Publicado por: Cida Ramos

jennifer-lopez-reality-tv-show1

Para quem está em dúvida entre usar creme para pentear ou leave-in, vamos começar esta matéria de forma bem didática: enquanto o primeiro ajuda a arrumar e desembaraçar os cabelos, o outro é mais utilizado para disciplinar os fios.

 

Por ser bem menos oleoso, o leave-in pode ser usado, por exemplo, na finalização de uma escova. Já o creme não serve para esse fim, sendo mais adequado para hidratação ou pós-hidratação.

“A principal característica básica dos dois produtos é que leave-in significa ‘por cima’, por não penetrar na fibra capilar, e do creme de pentear está na textura dos cabelos. Portanto, se você tem cabelos crespos e tratados quimicamente, o indicado é o uso do creme de pentear. Se o seu tipo de cabelo for oleoso e fino, o mais indicado é o uso do creme leave-in. Estes servem para hidratações e podem ser encontrados em diversas densidades: dos mais líquidos para cabelos mais finos e mais cremosos, para cabelos mais grossos e podem ser encontradas em formas de pomadas e modeladores.”, explica a doutora.

 Vale lembrar que o leave-in também é indicado para cabelos que serão submetidos ao calor do secador e piastra; já os cremes de pentear têm sua consistência mais oleosa e servem para contribuir na hidratação dos cabelos crespos e cacheados que, por ter consistência um pouco mais pesada, contribui no assentamento dos fios.

A Dr. Kátia Lutfi fala também sobre os cabelos tingidos: “Em cabelos coloridos, o ideal na manutenção é o uso do leave-in com poliquatenio, que é uma ativo responsável por selar as escamas dos fios, assim, ajudando na preservação da cor nos cabelos, mantendo o seu brilho por mais tempo”, auxilia.

 Existem também outros aliados dos fios de cabelo, como mouse, gel, silicone, modeladores e finalizadores. Entretanto, a dermatologista Marise Barbosa, chama a atenção para o silicone, que não deixa o cabelo respirar: o uso do produto deve ser moderado para não causar o ressecamento do cabelo. Marise aconselha também na hora de usar o leave-in, que deve ser aplicado apenas ao longo do fio – “Dependendo do tipo de cabelo da pessoa, pode haver alguma irritação e o couro pode descamar”, disse a dermatologista para o site Bolsa de Mulher.

O Bolsa de Mulher conversou com os maiores especialistas em cabelos no eixo Rio-São Paulo e respondeu as 11 dúvidas mais frequentes sobre leave-in e creme de pentear. Confira algumas:

 

Os dois produtos são diferenciados pela textura?

 De certa forma sim. O hair stylist Marcos Coraza, do salão paulistano Gilberto Cabeleireiros, afirma que os cremes para pentear, em geral, são bem pesados e, portanto, não são aconselháveis para fios muito finos. “Os leave-in servem para hidratação e podem ser encontrados com diversas densidades, desde os líquidos para os fios muito finos até os mais densos. Os cremes de pentear podem ser usados até como substituto dos fixadores”, recomenda.

Que tipos de cabelos são beneficiados pelos dois produtos?

 A especialista Sheila Bellotti, do Centro Capilar Sheila Bellotti, no Rio, esclarece que, apesar de estarmos acostumados com o nome leave-in, a cosmetologia chama o produto de leave-on (por cima), já que a substância não é introduzida no fio. “Em geral, os leave-on são mais usados em cabelos crespos ou quimicamente tratados. Mas novas propostas apresentam esses produtos com uma formulação leve, não oleosa, que funciona até em cabelos mais finos e frágeis. Um bom exemplo são as pomadas antifrizz ou modeladoras”.

 Qual o momento mais adequado para utilizar leave-in ou creme para pentear?

 Eduardo Barbosa, do Studio Magic, de São Paulo, opina: geralmente o leave-in serve para finalizar uma escova. Já o creme não deve ser utilizado para essa função, por ser muito oleoso. O ideal é aplicar esse último em procedimentos de hidratação ou pós-hidratação. Para Wagner Lisboa, da Ophicina do Cabelo, no Rio, os produtos têm a mesma utilidade, pois não sofrem enxágue: “Recomendo o uso do leave-in sempre após o uso do condicionador. Já o creme tem por finalidade manter um perfeito condicionamento dos fios por mais tempo, permitindo maior durabilidade aos tratamentos”.

Quando os dois podem ser usados ao mesmo tempo?

 Sheila Bellotti explica: “É possível utilizar ambos, desde que a pessoa escolha um produto que proporcione a penteabildade, sem danificar a fibra, e um leave-on que proteja contra os danos dos raios UVA e UVB, ou ainda como proteção da cor”. Lembrando, claro, que é importante não exagerar nas quantidades de cada um. Eduardo Barbosa, do Studio Magic, de São Paulo, discorda: “Esses dois produtos jamais podem ser utilizados juntos. O leave-in tem função termoativa, ao contrário do creme. Os dois juntos vão deixar os cabelos muito oleosos, o que prejudica os fios”.

 

Melhor usar os cremes e leave-in nos cabelos secos, úmidos ou molhados?

 Peterson Marrichi, do salão paulistano Ritz, orienta: para uma melhor absorção e distribuição, aplique nos cabelos úmidos. “Hoje no mercado existem até produtos que podem ser usados nos fios secos, geralmente na forma de spray”, lembra o especialista. Eduardo Barbosa pondera: “Nunca faça o tratamento com os cabelos molhados regularmente, pois com o tempo o contato do creme e do leave-in com o couro cabeludo pode fazer com que ele apodreça. Fora que com os cabelos molhados não se obtém o efeito que os produtos se propõem a produzir”.

Fontes: http://www.fashionbubbles.com/ http://www.bolsademulher.com

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *