Compartilhe:

Dicas de Paquera para eles: No xaveco, um saco de risadas vale mais que cantada barata

“Rapaz, há um xaveco que não sai da minha cabeça. Foi tipo um ano, um ano e meio atrás. Eu estava numa festa, em Goiânia. Lembro direitinho. Havia uma loura linda, mas linda mesmo, e eu só olhando aquele bando de homem em volta dela, tudo dando em cima da moça. E ela tava lá, […]

Publicado por: Cida Ramos

42-15356877

“Rapaz, há um xaveco que não sai da minha cabeça. Foi tipo um ano, um ano e meio atrás. Eu estava numa festa, em Goiânia. Lembro direitinho. Havia uma loura linda, mas linda mesmo, e eu só olhando aquele bando de homem em volta dela, tudo dando em cima da moça. E ela tava lá, na dela, dando bota em todo mundo, um por um. Eu tava na minha, de longe, só olhando, bebendo cerveja, tomando coragem, bebendo cerveja, tomando coragem, sabe como é, né? Aí pensei: ‘Ela está despachando todo mundo mesmo, que mal tem eu tentar?’. Tomei mais um pouquinho de coragem e cheguei junto. Fui reto e falei na orelha daquela maravilha de mulher: ‘Sabia que você é uma explosão de sensualidade?’. Rapaz, a menina caiu numa gargalhada que não acabava mais. Sabe quando o xaveco é tão ruim que dá certo? Bom, depois disso a gente começou a conversar, na verdade essa frase serviu mesmo pra gente começar um papo. Mas o tempo todo, durante a conversa, eu mantive aquele bom humor, com uma piada pior que a outra, tirando sarro de mim mesmo, e ela não parava de rir. Palhaçada nessa hora é que é o truque. No final acabou rolando, muito bom!” Dica do Rampa: Pedro acerta quando pontua o bom humor como arma poderosa no xaveco. O que ele chamou acima de “palhaçada” é, na verdade, esse trunfo valioso que desarma donzelas na hora do “vamovê”. Reconhecer que estava dizendo as coisas erradas e, a partir disso, tirar sarro dele mesmo, foi outra sacada. Isso, mesmo sem querer, deu originalidade e verdade ao seu xaveco. Contudo, convenhamos, ele deu sorte de pegar pela frente uma mina espirituosa. Nem todas são assim. Devo alertar o nobre leitor que é possível a gente ser engraçado, original e sincero no xaveco, sem que isso nos obrigue a dizer coisas como “explosão de sensualidade”. Não é isso que devemos aproveitar do xaveco de Pedro Leonardo, mas sim sua fanfarrice assumida. Assuma o que você realmente é – esta é a verdadeira dica. Fonte: Conteúdo site Terra

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *