Dicas importantes para quem vai viajar: Evite o furto na sua casa!

Você vai sair de férias e todo mundo fica sabendo, e as vezes até mesmo que não deveria, o ladrão. Veja dicas para se prevenir e evitar furtos em sua residência, confira!

Publicado por: Cida Ramos

Veja Dicas importantes para quem vai viajar: Evite o furto na sua casa! Prevenindo você pode evitar que sua casa seja um alvo fácil para os bandidos!

Nos feriados prolongados é comum ver muitas famílias viajando para outras cidades. É quando a segurança deve ser redobrada, não apenas na estrada durante a viajem, mas nas residências que ficam vazias. A Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp) dá algumas dicas para evitar surpresas indesejáveis na volta pra casa.

Como os ladrões costumam agir:

  • Os assaltantes preferem residências vazias. Acionam campainhas, fazem ligações telefônicas e percorrem ruas e quadras do entorno.
  • Costumam usar disfarces de prestadores de serviços e até mesmo de mendigos.
  • Atuam geralmente em dias úteis, horário comercial, depois de constatarem a ausência dos moradores.
  • Preferem furtar ou roubar eletrodomésticos, armas, DVDs, vídeo games, cheques, dinheiro e aparelhos telefônicos.

O que os ladrões costumam pensar antes de realizar o roubo ou furto?

Muitas das dicas abaixo inclusive foram obtidas através de depoimentos de ladrões presos á empresas de mídia e autoridades policiais.

Tempo para realizar o roubo

O tempo que leva para entrar em uma casa é um dos principais fatores que os bandidos observam. Quanto mais tempo gastarem, maior a chance de serem pegos. Então, quanto mais você dificultar esta tarefa, melhor. Afinal, nada mais chamativo para um bandido do que uma porta ou um portão aberto, não é mesmo? Embora seja fácil de escolher um bloqueio, é preciso que ele cubra todas as possíveis entradas, como portas e janelas.

Presença de itens de segurança ou cachorros

Cães latindo e sistemas de segurança em casa vão afastar os ladrões e promover uma atenção indesejada em função do barulho que eles criam. Consequentemente, os assaltantes, muitas vezes, ignoram casas com esses recursos.

Quando um bandido decide roubar casas, ele procura maneiras de fazê-lo com o menor esforço. A necessidade de se livrar de sistemas de alarmes ou de cães de guarda é, de fato, um dificultador que pode representar a não escolha da sua casa pelos bandidos e garantir a sua segurança.

Iluminação do imóvel

Casas que são mal iluminadas à noite ou que têm muitas árvores que bloqueiam a entrada principal ou janelas são alvos atraentes para os bandidos, uma vez que a falta de iluminação e as plantas altas servem como uma capa para os ladrões passarem despercebidos. Um sistema de luz com temporizador, que acende ao anoitecer, e um jardim limpo com pequenas plantas podem te ajudar nesta tarefa.

Rotina dos moradores

Cada vez mais os bandidos têm reservado tempo para observarem suas vítimas. Além de observarem a rotina dos moradores de um alvo pretendido, eles têm observado as redes sociais e datas de oportunidade, como feriados.

Para burlar esta questão e aumentar sua segurança, restrinja o acesso às suas redes sociais somente para conhecidos, mude seus horários frequentemente, converse com os vizinhos para que eles possam ir à sua casa quando você estiver viajando e, se possível, tenha um sistema de monitoramento com câmeras, onde você possa observar sua residência à distância. Crie grupos de vizinhança no face ou what’s app e comunique-se com seus vizinhos sobre qualquer suspeita.

 Código descoberto pela Secretaria de Segurança de São Paulo.

codigousado pelos ladrões

Dicas para evitar furto na sua residência.

  1. A orientação é não comentar a viagem perto de pessoas estranhas, mas a um vizinho de confiança, fazendo contato com ele constantemente para saber se está tudo bem. É importante também combinar, com os vizinhos, códigos de emergência para sinalizar situações de perigo.
  2. Outra dica é não deixar joias ou dinheiro, mesmo que seja em um cofre, dentro de casa. O ideal é utilizar cofre de bancos. Só deixe as chaves da casa com pessoas de confiança.
  3. A Sejusp também orienta carregar o veículo dentro da garagem, evitando que pessoas estranhas percebam a ausência do morador. Se puder, instale aparatos de segurança, como cadeados, travas em portas e janelas, olho mágico, interfone, porteiro eletrônico, grades de proteção, entre outros.
  4. Desligue a campainha, assim deixará em dúvida quem quiser usá-la para apenas verificar se o proprietário está ou não em casa. É bom evitar colocar cadeado no lado externo do portão, assim poderá denunciar a ausência dos moradores.
  5. Uma dica importante é a instalação de um aparelho de fotocélula para acender e apagar as luzes externas à noite e durante o dia, respectivamente. Não deixe luzes acesas durante o dia, pois isso significa ausência de moradores, e também evite aspecto de abandono. Em ausências prolongadas, a Sejusp orienta pedir a algum parente ou vizinho para visitar a casa, para demonstrar a presença de pessoas, como abrir janelas, regar jardim ou recolher a correspondência.
  6. Para viagens prolongadas é bom suspender a entrega de jornais, revistas ou gêneros alimentícios. Se possuir animal, como um cachorro, o vizinho ou a pessoa que estiver cuidando da casa pode deixá-lo solto no quintal durante a noite.
  7. Na volta do feriado, antes de abrir o portão da residência, principalmente se for no período noturno, procure verificar se nas imediações não há nenhum indivíduo em atitude suspeita.Fontes: MS Notícias/malima.com.br

Veja também:

16 Dicas para proteger a sua casa e roubo ou furto

Tags:

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *