Compartilhe:

Dicas sobre higiene e saúde oral

Para ter um sorriso bonito é preciso cuidar bem dos dentes. Isso inclui além de ir ao dentista periodicamente, ter alguns hábitos de higiene e cuidados com os dentes. Você poderá gostar de: Implante Dental. Tudo o que você precisa saber sobre este …  Cáries e doenças gengivais são conseqüências de hábitos alimentares inadequados associados […]

Publicado por: Cida Ramos

saude_bucal

Para ter um sorriso bonito é preciso cuidar bem dos dentes. Isso inclui além de ir ao dentista periodicamente, ter alguns hábitos de higiene e cuidados com os dentes.

Você poderá gostar de:

Implante Dental. Tudo o que você precisa saber sobre este

 Cáries e doenças gengivais são conseqüências de hábitos alimentares inadequados associados a uma higiene oral precária e ineficiente. Os principais passos para a verdadeira cura são: uma melhora substancial da higiene oral e o controle da dieta (ingestão de sacarose), desta forma estará cuidando da sua saúde bucal e fazendo a manutenção para durabilidade do tratamento dental.

A escova dental tem como finalidade a remoção de resíduos de alimentos e placa bacteriana que é um acúmulo de bactérias que fica fortemente aderida ao dente, sendo a grande causa de cáries e doenças gengivais. A placa bacteriana é incolor ou levemente esbranquiçada (uma espécie de “massinha” que fica na superfície do dente), e às vezes, sequer é notada.

Quando permanece em um lugar por um bom tempo pode se calcificar, formando o tártaro. Os pacientes que utilizam aparelhos ortodônticos fixos devem proceder a sequência adequada de higiene bucal, sendo que ao mínimo devem ser em número de 05 (cinco) vezes diariamente o número de escovações associados ao uso do fio dental.

Além disso, deve-se fazer uso de enxaguatórios bucais. Lembre-se que nem os aparelhos ortodônticos e nem o material usado para a colagem destes aos dentes causam cáries e o verdadeiro causador é o alimento que fica depositado ao redor destes e que deve ser removido sempre. Escova de Dente É importante que a escova remova placa bacteriana sem traumatizar os tecidos gengivais e para isto deve ter: . Cerdas macias ou extra-macias com pontas arredondadas e da mesma altura; .

Cabo reto, o que proporciona um melhor apoio; . Cabeça pequena capaz de atingir as áreas posteriores e facilitar a escovação. A escova deve ser trocada no máximo após 30 dias de utilização, ou quando suas cerdas tornarem-se “amassadas e/ou abertas”. Fio Dental Temos disponíveis diversas marcas, tipos e apresentações do fio dental. Podem ser, encerado ou não, com ou sem flúor, e com sabores (menta, canela). Sua utilização é importante na remoção de resíduos alimentares e placa bacteriana que a escova dental não consegue retirar.

Fortalecimento dos Dentes

Usar pastas que contenham flúor é um grande passo na prevenção das cáries. Recentemente estudos mostraram que quanto menos água se usava para lavar o excesso de pasta após a escovação, maior era a capacidade de prevenção delas. Portanto não enxágüe exageradamente a boca com água após a escovação, mas também não engula o excesso de espuma.

Bochechos caseiros com soluções prontas de fluoretos a 0,05% durante 1 minuto, diariamente antes de dormir, podem reduzir a formação de cáries em 35%. O flúor também pode ser usado em concentrações maiores no consultório dentário. Para isso é necessário marcar uma consulta de profilaxia (limpeza) e aplicação de flúor. Neste tipo de procedimento temos uma redução significativa no aparecimento de cáries (20% a 40%), mas deve ser feito com periodicidade média de três meses.

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *