Compartilhe:

Dieta Dissociada: Aprenda a driblar o metabolismo

Além de diminuir o consumo de alimentos muito calóricos, há truques que ajudam a driblar o metabolismo e a acelerar a perda de peso. É o caso da dieta dissociada. Conhecido como dieta dissociada, método prega separação entre carboidratos e proteínas Além de diminuir o consumo de alimentos muito calóricos, há truques que ajudam a driblar o metabolismo […]

Publicado por: Cida Ramos

salada-dieta

Além de diminuir o consumo de alimentos muito calóricos, há truques que ajudam a driblar o metabolismo e a acelerar a perda de peso. É o caso da dieta dissociada.

Conhecido como dieta dissociada, método prega separação entre carboidratos e proteínas

Além de diminuir o consumo de alimentos muito calóricos, há truques que ajudam a driblar o metabolismo e a acelerar a perda de peso. É o caso da dieta dissociada. Sabe aquela combinação clássica: arroz, feijão e bife? Se quiser seguir este método, esqueça-a, pois neste regime o que vale é a seguinte regra: os grupos de alimentos devem ser consumidos separadamente. Ou você opta pelo bife (proteína), ou pelo arroz (carboidrato). 

No livro Dieta Dissociada – Emagrecer com Saúde Comendo de Tudo (MG Editores, R$ 32,20), o endocrinologista João Cesar Castro Soares afirma que é possível perder 10% do peso em um mês comendo bem. Sem colocar a saúde em risco. 

Os pacientes comem até 20% a mais do em dietas convencionais, com um cardápio equilibrado de baixa caloria. Ainda assim, conseguem eliminar o peso excedente.

Segundo o autor, colocar diversos tipos de alimentos no mesmo prato não é uma boa tática para enxugar os pneuzinhos, já que, desta forma, tem-se uma quantidade pequena de cada fonte.

– A mistura prejudica o aproveitamento dos alimentos e reflete no mau funcionamento do aparelho digestivo, causando a obesidade.

A endocrinologista Cláudia Cozer, da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), afirma que não há nenhum estudo científico que comprove a eficácia do método. Entretanto, concorda que consumir cada classe de alimento por refeição possa dar resultados positivos se o objetivo é emagrecer.

– A perda de peso ocorre porque é consumido menos. A gente costuma comer mais quando há uma mesa com várias opções de escolha do que quando só há um tipo de produto.

Além de diminuir o consumo de alimentos muito calóricos, há truques que ajudam a driblar o metabolismo e a acelerar a perda de peso. É o caso da dieta dissociada. Sabe aquela combinação clássica: arroz, feijão e bife? Se quiser seguir este método, esqueça-a, pois neste regime o que vale é a seguinte regra: os grupos de alimentos devem ser consumidos separadamente. Ou você opta pelo bife (proteína), ou pelo arroz (carboidrato). 

No livro Dieta Dissociada – Emagrecer com Saúde Comendo de Tudo (MG Editores, R$ 32,20), o endocrinologista João Cesar Castro Soares afirma que é possível perder 10% do peso em um mês comendo bem. Sem colocar a saúde em risco. 

Os pacientes comem até 20% a mais do em dietas convencionais, com um cardápio equilibrado de baixa caloria. Ainda assim, conseguem eliminar o peso excedente.

Segundo o autor, colocar diversos tipos de alimentos no mesmo prato não é uma boa tática para enxugar os pneuzinhos, já que, desta forma, tem-se uma quantidade pequena de cada fonte.

– A mistura prejudica o aproveitamento dos alimentos e reflete no mau funcionamento do aparelho digestivo, causando a obesidade.

A endocrinologista Cláudia Cozer, da Abeso (Associação Brasileira para o Estudo da Obesidade e da Síndrome Metabólica), afirma que não há nenhum estudo científico que comprove a eficácia do método. Entretanto, concorda que consumir cada classe de alimento por refeição possa dar resultados positivos se o objetivo é emagrecer.

– A perda de peso ocorre porque é consumido menos. A gente costuma comer mais quando há uma mesa com várias opções de escolha do que quando só há um tipo de produto.

Fonte: Conteúdo do site R7

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *