Compartilhe:

Entenda mais sobre a dengue

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida através dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, também infectado pelo vírus, ou seja, a dengue não é transmitida de pessoa para pessoa, e sim do mosquito para a pessoa. Atualmente, a dengue é considerada um dos […]

Publicado por: Cida Ramos

mosquito-dengue-blog-curiosidades-do-vale-do-ribeira

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida através dos mosquitos Aedes aegypti e Aedes albopictus, também infectado pelo vírus, ou seja, a dengue não é transmitida de pessoa para pessoa, e sim do mosquito para a pessoa. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.A epidemia ocorre principalmente no verão, durante ou após períodos chuvosos. Existem quatro tipos de dengue, no no Brasil, já foram encontrados a dengue tipo 1, 2 e 3. A do tipo 4 foi identificada apenas na Costa Rica.

Você poderá gostar de:

Brasileiros produzem versão própria da vacina contra dengue
Dengue é mais comum em crianças, diz Ministério da Saúde

Há também quatro formas de manifestações da dengue, as duas principais são: a clássica e a hemorrágica. Geralmente, quando contaminada pela primeira vez, a pessoa contrai a dengue clássica. Em uma segunda contaminação, existe um risco muito maior de se contrair a dengue hemorrágica, que é muito mais grave.

O tratamento da dengue é de suporte, ou seja, alívio dos sintomas, reposição de líquidos perdidos e manutenção da atividade sangüínea. A pessoa deve manter-se em repouso, beber muito líquido (inclusive soro caseiro) e só usar medicamentos prescritos pelo médico, para aliviar as dores e a febre.

Se a dengue não for tratada imediatamente pode levar a morte. Por isso ao ser observado o primeiro sintoma, deve-se buscar orientação médica no posto de saúde mais próximo.

O tipo mais perigoso de dengue, chamado de hemorrágica, está se tornando cada vez mais comum. Antes, a dengue hemorrágica acontecia quando a pessoa era infectada pelo vírus da dengue pela segunda vez. Agora, está ficando comum a pessoa ser contaminada pela primeira vez e já contrair esse tipo da doença.

Isso está acontecendo porque o vírus da dengue está passando por mutações, deixando-o cada vez mais perigoso.

Os sintomas mais comuns da dengue são: manchas na pele, enjoô, vômitos, febre, cansaço, dor pelo corpo. Caso apareça sintomas mais graves como vômitos com sangue ou cólicas abdominais, procure um médico imediatamente.

Saiba tudo sobre a Dengue

A dengue é uma doença infecciosa febril aguda causada por um vírus da família Flaviridae e é transmitida através do mosquito Aedes aegypti, também infectado pelo vírus. Atualmente, a dengue é considerada um dos principais problemas de saúde pública de todo o mundo.

 Tipos de Dengue

Em todo o mundo, existem quatro tipos de dengue, já que o vírus causador da doença possui quatro sorotipos: DEN-1, DEN-2, DEN-3 e DEN-4.

 No Brasil, já foram encontrados da dengue tipo 1, 2 e 3. A dengue de tipo 4 foi identificada apenas na Costa Rica.

 Formas de apresentação

A dengue pode se apresentar – clinicamente – de quatro formas diferentes formas: Infecção Inaparente, Dengue Clássica, Febre Hemorrágica da Dengue e Síndrome de Choque da Dengue. Dentre eles, destacam-se a Dengue Clássica e a Febre Hemorrágica da Dengue.

 – Infecção Inaparente

A pessoa está infectada pelo vírus, mas não apresenta nenhumsintoma. A grande maioria das infecções da dengue não apresenta sintomas. Acredita-se que de cada dez pessoas infectadas apenas uma ou duas ficam doentes.

 – Dengue Clássica

A Dengue Clássica é uma forma mais leve da doença e semelhante à gripe. Geralmente, inicia de uma hora para outra e dura entre 5 a 7 dias. A pessoa infectada tem febre alta (39° a 40°C), dores de cabeça, cansaço, dor muscular e nas articulações, indisposição, enjôos, vômitos, manchas vermelhas na pele, dor abdominal (principalmente em crianças), entre outros sintomas.

 Os sintomas da Dengue Clássica duram até uma semana. Após este período, a pessoa pode continuar sentindo cansaço e indisposição.

 – Dengue Hemorrágica

A Dengue Hemorrágica é uma doença grave e se caracteriza por alterações da coagulação sanguínea da pessoa infectada. Inicialmente se assemelha a Dengue Clássica, mas, após o terceiro ou quarto dia de evolução da doença surgem hemorragias em virtude do sangramento de pequenos vasos na pelo e nos órgãos internos. A Dengue Hemorrágica pode provocar hemorragias nasais, gengivais, urinárias, gastrointestinais ou uterinas.

 Na Dengue Hemorrágica, assim que os sintomas de febre acabam a pressão arterial do doente cai, o que pode gerar tontura, queda e choque. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

 – Síndrome de Choque da Dengue

Esta é a mais séria apresentação da dengue e se caracteriza por uma grande queda ou ausência de pressão arterial. A pessoa acometida pela doença apresenta um pulso quase imperceptível, inquietação, palidez e perda de consciência. Neste tipo de apresentação da doença, há registros de várias complicações, como alterações neurológicas, problemas cardiorrespiratórios, insuficiência hepática, hemorragia digestiva e derrame pleural.

Entre as principais manifestações neurológicas, destacam-se: delírio, sonolência, depressão, coma, irritabilidade extrema, psicose, demência, amnésia, paralisias e sinais de meningite. Se a doença não for tratada com rapidez, pode levar à morte.

A melhor forma de prevenir a dengue é evitar a proliferação dos mosquitos.

Por isso aqui vai algumas dicas:

-Deixar a caixa d’água fechada;

-Guardar garrafas e baldes vazios de cabeça para baixo;

-Colocar areia nos pratinhos das plantas ou xaxins;

-Não deixar acumular água em pneus, copinhos descartáveis.

Fonte: http://www.diabetes.org.br/imprensa/campanhas/projeto_verao/dengue.php
            http://www.cives.ufrj.br/informacao/dengue/den-iv.html
            Combate à dengue /Portal da Saúde

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *