Compartilhe:

Fofocar é bom: Estudo mostra que fofocar faz bem (para o fofoqueiro).

Estudo aponta que falar sobre outra pessoa melhora a autoestima e dá sensação de amparo A fofoca pode ser benéfica de alguma forma, ao menos para quem a faz. É o que mostra um novo estudo britânico.   Pessoas que fazem fofoca se sentem mais amparadas. Além disso, a fofoca positiva, que elogia outra pessoa, […]

Publicado por: Cida Ramos

by1zoa8gvuhj055r85jroh5x8

Estudo aponta que falar sobre outra pessoa melhora a autoestima e dá sensação de amparo

A fofoca pode ser benéfica de alguma forma, ao menos para quem a faz. É o que mostra um novo estudo britânico.

 

Pessoas que fazem fofoca se sentem mais amparadas. Além disso, a fofoca positiva, que elogia outra pessoa, pode dar uma breve levantada na autoestima de quem conta a história, apontam pesquisadores da Universidade Staffordshire, no Reino Unido.

 

No estudo, Jennifer Cole e Hannah Scrivener avaliaram as respostas de 160 pessoas a um questionário sobre sua tendência a fofocar, autoestima, amparo social e satisfação com a própria vida. Níveis mais altos de fofoca foram associados com maior sentimento de amparo social, mas não relacionados com autoestima ou satisfação.

 

Fofoca positiva, que elogia outra pessoa, pode levantar a autoestima do fofoqueiro

 

Os pesquisadores também pediram para 140 pessoas falarem positivamente ou negativamente sobre uma pessoa fictícia. Aqueles que disseram coisas positivas se sentiram com maior autoestima que aqueles que falaram coisas ruins.

 

“Fofocas são normalmente vistas como algo ruim. Nossas descobertas sugerem que algumas formas de fofoca, particularmente aquelas nas quais as pessoas elogiam outras, podem ter resultados desejáveis para quem faz, apesar do fofoqueiro não ser geralmente apoiado”, disse Cole em uma publicação para imprensa da Sociedade Britânica de Psicologia. As descobertas foram apresentadas na conferência da entidade no dia 7 de setembro.

Fonte:/delas.ig.com.br

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *