Compartilhe:

Leite: herói ou vilão? Veja o que falam os nutricionistas

Rico em nutrientes como cálcio e vitamina D, o leite de vaca é fundamental na infância, mas seu consumo por adultos anda na berlinda. Os que apontam o alimento como vilão garantem que ele pode ser a causa de problemas como otite, dermatite, aumento na formação de muco, gastrite e refluxo, entre outros. Já seus […]

Publicado por: Cida Ramos

leite

Rico em nutrientes como cálcio e vitamina D, o leite de vaca é fundamental na infância, mas seu consumo por adultos anda na berlinda. Os que apontam o alimento como vilão garantem que ele pode ser a causa de problemas como otite, dermatite, aumento na formação de muco, gastrite e refluxo, entre outros. Já seus defensores alegam que, além de ser importante fonte de cálcio, o leite possui os aminoácidos necessários para a construção e recuperação dos músculos e, quando metabolizado, produz ácido linoleico conjugado (CLA), substância fundamental para a prevenção de alguns tipos de câncer. O nutricionista Carlos Henrique Pirazzo é um dos que considera o alimento perfeitamente dispensável. “A proteína do leite não é muito bem digerida pelo organismo humano e ainda atrapalha a digestão de outros alimentos”, afirma Carlos. “Um adulto saudável pode viver sem leite, usando como fonte de cálcio e vitamina D hortaliças verde-escuras como agrião e espinafre”, ensina ele. “O gergelim também tem cálcio e pode ser misturado em saladas verdes ou de frutas, na versão torrada ou em sementes”, complementa. Para quem não consegue abrir mão do leite de vaca integral, o profissional recomenda, no máximo, 300ml por dia. “Leites de soja e de arroz, por exemplo, são digeridos com mais facilidade pelas pessoas. O mesmo acontece com o leite de cabra e derivados de leite de vaca como queijo e iogurte”, diz Carlos. “Consumir de duas a três fatias de queijo magro por dia supre a necessidade de cálcio, que também é encontrado em peixes de espinha mole como sardinha, bacalhau e manjuba”, explica ele. Já a nutricionista Bruna Taranto é contra retirar o leite da dieta caso não sejam diagnosticados problemas como intolerância à lactose. “Não existe outro alimento que forneça tanto cálcio para o organismo humano quanto o leite”, assegura ela. “De nada adianta analisar somente as quantidades de cálcio presentes em cada alimento, é preciso avaliar o quanto dele é absorvido com facilidade. E os índices de absorção de cálcio no consumo de leite de vaca estão entre os mais altos”, esclarece Bruna. Bruna acrescenta que o leite de vaca deve ser consumido na versão desnatada, a fim de evitar a ingestão de gorduras saturadas. Para ela, três copos por dia oferecem a quantidade de cálcio recomendada em uma dieta saudável, que é de mil miligramas diárias. “Quem gosta de queijo e iogurte pode alternar, tomando um copo de leite de manhã, comendo uma fatia média de queijo magro à tarde e bebendo um copo de iogurte desnatado à noite”, aconselha a nutricionista. Segundo Bruna, há estudos que apontam a proteína do soro do leite, conhecida como whey protein, como auxiliar na produção de massa muscular. Outras pesquisas associam o alto consumo de cálcio à redução de gordura corporal e descrevem o aminoácido triptofano, presente no leite, como um dos responsáveis pelo efeito de saciedade, ajudando no emagrecimento. Fonte: GNT

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *