Compartilhe:

Menopausa: o lado bom

Campanhas, estudos e especialistas querem provar que a menopausa pode ser uma fase ótima para as mulheres Uma forma diferente de encarar a menopausa tem sido debatida por psicólogos norte-americanos. E não só nos Estados Unidos. No Brasil, muitos profissionais acreditam que esse momento na vida da mulher pode ser encarado como algo positivo – […]

Publicado por: Cida Ramos

Satellite_7

Campanhas, estudos e especialistas querem provar que a menopausa pode ser uma fase ótima para as mulheres Uma forma diferente de encarar a menopausa tem sido debatida por psicólogos norte-americanos. E não só nos Estados Unidos. No Brasil, muitos profissionais acreditam que esse momento na vida da mulher pode ser encarado como algo positivo – e não apenas como um poço de dificuldades.

Você poderá gostar de:

Reposição hormonal: início precoce eleva risco de câncer

-Tudo sobre Menopausa : E mais, Chá de folha de amora ajuda?

 

Os motivos que originaram tanta negatividade em torno da menopausa são reais: muitas mulheres, na fase que antecede a menopausa, têm desconfortos físicos, como calores, inchaço, sudorese, dificuldades para dormir e depressão. Isso fez com que o climatério, que é a fase anterior à menopausa seja cercado de cuidados médicos, mas pouco se fala do lado psicológico e das possíveis vantagens do período.

Para Vera Moris, psicóloga da PUC-SP, com mestrado e doutorado em psicologia clínica, é inevitável que a menopausa seja um marco emocional para o término de um ciclo e início de outro. “Algumas perdas serão enfrentadas e a mulher precisa estar pronta para isso. Se ela focar que terá descobertas interessantes, o ônus fica menor e ela não sofre tanto com os sintomas”, acredita. Algumas ações americanas foram colocadas em prática para ajudar a mulher a encarar o período da menopausa de outra forma. O Instituto Nacional de Saúde dos EUA realiza, desde 1991, campanhas e pesquisas com o mesmo objetivo: abordar as preocupações da menopausa e descobrir as vantagens do período.

Os psicólogos estão trabalhando para entender as atitudes da sociedade em relação à menopausa e ajudar as mulheres a lidarem melhor com o significado psicológico dela. A psicóloga americana Sylvia Gearing ajuda pacientes a ver os benefícios da menopausa e do envelhecimento. “Como as mulheres têm menos estrogênio nesta fase, podem ter mais clareza de pensamento, autocontrole e determinação”, disse em artigo publicado no site da American Phycological Association. Ainda, uma pesquisa realizada pela Universidade de Copenhague, publicada no jornal oficial da Sociedade Européia da Menopausa e Andropausa, Maturitas, revelou outros aspectos positivos desta fase da vida feminina. Após questionar 393 mulheres de meia-idade, o estudo afirmou que aproximadamente metade delas considerou a menopausa benéfica.

Os motivos apontados por elas é bem-estar, alívio por não terem mais que lidar com a menstruação e maiores possibilidades de crescimento pessoal e liberdade para concentrarem-se nas próprias vidas. Juventude x maturidade Em uma sociedade que cultua a beleza e a juventude, entrar na menopausa, para muitas mulheres, é sinônimo de tornar-se velha e sem valor. “Ao olhar-se no espelho, observando as rugas e vendo sua imagem envelhecida, com gordurinhas a mais, é difícil não ficar ansiosa”, diz Olga Tessari, psicóloga, pesquisadora da USP, e mantenedora do site AjudaEmocional.com.

Esta também é uma fase, para a maioria das mulheres, onde os filhos já crescidos e criados não exigem mais os cuidados maternos de antes. “Se ela passou a vida se preocupando com os filhos, com o dia a dia deles, como lidar com o vazio que a independência deles gera?”, continua Olga. É importante, segundo os especialistas, aceitar que a vida passa por fases e que todas essas mudanças também têm o seu lado positivo. Na menopausa, não é diferente. Por exemplo, a atividade sexual está livre de riscos de gravidez e o sexo pode se tornar ainda mais libertador e prazeroso; a mulher pode dedicar-se mais a si mesma, praticar atividades que sempre teve vontade, podendo realizar seus projetos pessoais engavetados pela falta de tempo. “A mulher deve usar e abusar das experiências de vida acumuladas ao longo dos anos e permitir-se viver intensamente o momento.

Mulheres que chegam à menopausa com boa autoestima passam por essa fase de forma tranquila, inclusive lidando melhor com os sintomas físicos causados pelo desequilíbrio hormonal”, conclui Tessari. 5 dicas do ginecologista Ivaldo Silva, professor do Departamento de Ginecologia da Unifesp, para viver a menopausa de maneira mais tranquila: – Embora a menopausa seja um sinal de envelhecimento, não há motivo para desespero: é uma fase da vida e, por isso, inevitável.

Aproveitar os aspectos positivos é a melhor saída

– Aquela preocupação com a gravidez não é mais necessária, portanto, as relações sexuais com o parceiro podem se tornar ainda mais prazerosas
– Utilize este momento para fazer uma análise de sua vida: como os filhos já estão grandes e há uma estabilidade financeira maior, aproveite para curtir horas de lazer, sozinha ou ao lado do marido
– A menopausa surge e, juntamente a ela, a possibilidade de refletir mais e parar para melhorar a si mesma. Autoconhecimento é a palavra-chave
– Culturalmente, a menopausa é tratada como um período ruim, mas não há necessidade de colocar um peso a mais nesta vivência: analise-a como uma fase diferente e um momento de mudança. Se apegue à filosofia de que há muito a ser vivido ainda.

Fonte:IG

Recomendado para você

Comentários

Uma resposta para “Menopausa: o lado bom

  1. honorina maria de souza disse:

    Obrigada por todas as dicas tenho 43 anos e estou no climater fase inicial ta dificil porq mexe com tudo mas com Deus e nossa senhora e as dicas medicas sei q ja vwnci essa fase fiquem com Deus e nossa senhora

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *