O guia completo da Dieta Paleolítica

Veja o guia completo da Dieta Paleolítica e saiba como fazer a dieta que mudou o corpo de muitos inclusive famosos!

Publicado por: Cida Ramos
Foto: burpy.com

Nesta matéria vamos falar sobre um tipo de dieta que tem feito muito por quem deseja mudar o copo, é um guia completo da Dieta Paleolítica que visa o ganho de músculos, perda de peso, saúde e longevidade!

A dieta Paleolítica, comumente chamada de “Dieta Paleo”, é inspirada na antiga maneira de se alimentar utilizada pelos nossos antepassados primatas. E este estilo de vida, está sendo resgatado atualmente por quem deseja uma alimentação que visa os benefícios como ganho de massa magra, longevidade e mais saúde.

O que é a dieta Paleo ou Dieta Paleolítica?

A dieta como já dito, baseia-se no estilo de alimentação do homem que viveu no período antes do uso agrícola na alimentação, a cerca de 15 mil anos atrás.

Que na sua época comia apenas o que era capaz de caçar ou coletar. Isso inclui carnes, alguns poucos frutos silvestres, frutos do mar, algumas folhas comestíveis, raízes, e algumas sementes. E é o que você basicamente pode comer hoje se deseja seguir o estilo.

A dieta paleolítica tem como base a alimentação natural, não industrializada. E o estilo dos paleolíticos é comer sempre que sentir vontade, o quanto quiser, sem se preocupar com horários, frequência das refeições e seguir um cardápio que não “endemoniza” as gorduras naturais.

Dieta Paleolítica emagrece mesmo?

O resultado da dieta pode parecer duvidoso para alguns, devido ao de certa forma livre, mas muitos tem conseguido perder peso assim e estudos mostram que o estilo paleo tem dado bons resultados principalmente para quem estava muito acima do peso com uma diminuição drástica na gordura corporal e melhora nos resultados de exames clínicos de quem estava com problemas de saúde.

Consumindo essa dieta o organismo passa a contar com os macronutrientes de melhor densidade nutricional o que resulta em melhor equilíbrio das funcionalidades do organismo, incluindo até o fator hormonal.

Veja também>> Jejum Intermitente Guia Completo

Como surgiu a Dieta Paleolítica?

A dieta surgiu entre os primatas, que faziam da caça, pesca e eram catadores. Mas para difundir essa dieta e trazê-la para atualidade, quem foi o desenvolvedor da dieta nos EUA foi o

Dr. Loren Cordain ( você pode ver mais sobre ele e sobre a dieta paleo no site dele: thepaleodiet.com

E ler uma entrevista dele neste site: fat-new-world.pt

Se você quiser saber mais sobre isso pode visitar o site do Marks Daily   outro dos primeiros a falar e a seguir a dieta paleolítica e explica sobre os macronutrientes. Inclusive falando sobre a importância que a dieta tem em relação a perda e manutenção do peso, muito mais do que os exercícios. que E lendo mais sobre o assunto, você pode conhecer sobre a biologia evolutiva de Robb Wolf, outro precursor da dieta Paleolítica no site robbwolf.com

Eles defendem que o corpo humano traz na memória do seu DNA, a perfeita adaptação a esse método de alimentação paleo. E mesmo que o homem tenha se perdido em meio a tanta oferta fácil da alimentação fast food e industrializada, o seu DNA não teve tempo para se adaptar a esta alimentação pós evolução agrícola e industrialização dos alimentos. Ou seja nossa genética não mudou e não está adaptado a atual ingesta de alimentos.

Tanto que o resultado da evolução física do homem desde a época dos primatas e pós agrícola foi, ganho de peso, gordura visceral e perda da saúde e consequente mente doenças.

Foto via: cardrunners.com

Em resumo, a alimentação que comemos hoje, (mesmo sendo uma dieta balanceada) ainda possui muita ingesta de massas, arroz, feijão, pães, carboidratos de modo em gral, doces, comida industrializada cheia de conservantes, corantes e uma infinidade de venenos, farinhas e açúcar refinado, óleos refinado, gorduras trans e uma infinidade de venenos em conjunto.

Foto via: es.slideshare.net

O que a dieta paleolítica pode levar a perda de peso por causa do não consumo de carboidratos simples e/ou refinados, que são digeridos de forma rápida aumentando a glicose no sangue, e esta por sua vez quando em excesso se transforma em gordura que se acumula.

Outro benefício é que com ela você deixa de consumir também os alimentos industrializados, os alimentos que via de regra inflamam o organismo.

Comidas ruins, que são venenos, como o açúcar, os industrializados com conservantes, corantes, os junk food. Em resumo quando for ao supermercado, deixe de comprar tudo que vier em caixa ou lata.

Os óleos vegetais hidrogenados ou parcialmente hidrogenados, como a margarina, óleo de canola, óleo de girassol, óleo de milho, óleo de soja.

Utilize para cozimento o óleo de coco, manteiga, o azeite extra virgem e a gordura de porco mas com boa procedência.

Você precisa eliminar os sucos em caixa, ou até mesmo os da fruta, quando você come a fruta você ingere o bagaço e a fruta metaboliza mais devagar, quando você toma o suco a glicemia aumenta drasticamente. Não é preciso dizer que você tem que eliminar o refrigerante da sua vida, a cada 350 ml, você consome o equivalente a 3 colheres de sopa de açúcar.

Foto via: maisgorduramenoscarboidratos.com

O que não devo comer?

Foto: igennus.com

  • Elimine da sua dieta os cereais e algumas leguminosas de alto teor calórico como o trigo industrializado seja ele branco ou integral, o arroz seja ele qual for, a soja, o feijão, o milho, qualquer tipo de vagem, isso inclui o amendoim.
  • Corte o leite e derivados (pelo menos na fase de emagrecimento) com exceção da manteiga e o creme de leite.
  • Grãos e cereais
  • Leguminosas (como feijão)
  • Leite e laticínios
  • Açúcar refinado
  • Alimentos industrializados (tudo que vem em lata ou pacote)
  • Óleos vegetais refinados (óleo de soja, milho, girassol, canola, margarina)
  • Doces, frituras, junk food

Quais alimentos se pode consumir?

Foto: cavernan

  • A carne é a principal base da dieta paleo, elas fornecem proteínas e nutrientes de suma importância para o ganho de massa magra e recuperação dos tecidos.
  • Mesmo podendo comer à vontade, é preciso não exagerar para não tropeçar nos efeitos colaterais que as carnes podem causar, como ácido úrico, excesso de cálcio. O ideal é que ela esteja presente no prato com equilíbrio entre folhas, raízes e baixo carboidrato.
  • Você vai comer “comida de verdade” como costumamos ouvir falar em meio aos que são adeptos da dieta low carb, paleolítica e quem faz jejum intermitente.
  • Coma as frutas menos calóricas, com menor teor de açúcar, como melão, morango, frutas vermelhas.
  • Prefira usar o azeite extra virgem, o óleo de coco,
  • Carnes (de preferência de animais que não sejam alimentados com rações e sim os que pastam)
  • Frango ( de preferência que não seja a de granja que come ração)
  • Peixe e frutos do mar (o salmão de cativeiro é alimentado com ração, então evite)
  • Ovos
  • Nozes e sementes
  • Tubérculos (como batata-doce, mandioca e inhame)
  • Óleos saudáveis (azeite extra virgem, óleo de coco, óleo de gergelim)
  • Frutas frescas (as menos calóricas)
  • Vegetais frescos (coma em abundância para equilibrar o consumo das carnes)
  • No caso do consumo das frutas e vegetais você deve comer no mínimo em torno de 400g deles por dia.
  • Beba muita água

Quantas refeições devo fazer ao dia?

Não se atenha a ter que fazer refeições com intervalos obrigatórios como comer de 3 em 3 horas, mas pode fazer 3 refeições por dia e mais 2 lanches, por exemplo. Conheça o Jejum Intermitente, ele pode ser usado em conjunto com a dieta Paleolítica, uma vez que os primatas não comiam o tempo todo e eram saudáveis. Conjugando a dieta com o jejum seus resultados serão definitivos em termos de saúde e de emagrecimento.

Devo fazer exercícios físicos?

Mantenha-se em movimento, o corpo humano foi feito para se movimentar. Faça caminhadas, natação exercícios moderados, não é necessário virar um atleta. O exercício de musculação é indicado para o aumento da massa muscular que sustenta os ossos e ele retarda o envelhecimento.

Faça exercícios mentais também, use o seu cérebro

Quantas horas devo dormir?

Durma o mínimo de oito horas por dia. Evite estímulos ao anoitecer como ver Tv, computadores, celulares antes de dormir.

Faça exercícios de alongamento antes de dormir, eles relaxam e aliviam o stress.

Posso tomar sol?

O sol é fonte natural para que o nosso corpo sintetize a vitamita D, alguns estudos mostram que o filtro solar reduz essa sintetização, então você pode colocar o filtro no rosto, e deixar o corpo exposto por pelo menos 20 minutos em outras áreas sob sol e horário adequado, antes das 10 da manhã ou depois das 15 horas.

Porque a dieta paleolítica funciona?

Não são muitos os estudos científicos sobre ela, mas alguns mostram o potencial que ela tem frente a redução de gordura corporal, riscos de doenças cardíaca, prevenção ao Diabetes, e até melhora principalmente nos casos da Diabetes tipo II por que ela reduz a glicemia.

Ao adotar essa dieta, você vai estar restringindo as fontes de inflamação e alergia, não consumindo industrializados e refinados.

Vai obter melhora na digestão e absorção dos macro nutrientes.

E ela é mais nutritiva e menos calórica, devido ao não consumo de carboidratos de alta caloria.

Preciso fazer suplementação?

Foto: Pexels.com

Procure um nutricionista e se ele considerar necessário de acordo com a sua dieta, faça suplementação de ômega 3, vitamina D e probióticos.

Dicas

Você não precisa comer pouco se estiver na intensão de emagrecimento rápido, só precisa seguir as recomendações da dieta paleolítica. Comendo para se saciar em cada refeição que fizer você corre menos riscos de querer compensar depois.

Se emagrecer rápido é do seu interesse, use a dieta paleo em conjunto com o jejum intermitente.

Foque na comida de verdade, simples de fazer e de levar.

Se tiver dificuldade para emagrecer, procure não consumir derivados do leite, a não ser o iogurte e creme de leite.

Reduza a quantidade de frutas e tubérculos mais calóricos.

Se for comer fora coma carne (em geral) grelhada e saladas de vegetais.

Evite bebidas alcoólicas.

Recomendação

Antes de fazer a dieta procure um médico(a) nutrólogo ou nutricionista. Procure  um especialista que adeque a dieta ao seu caso.

 

Créditos fontes: www.minhavida.com.br emagrecendo.info / Marks Daily / robbwolf.com/  emagrecer.eco.br / thepaleodiet.com  

Espero que vocês tenham gostado da matéria, deixe o seu comentário e obrigada pela visita 🙂

 

Veja também

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *