Compartilhe:

Turbine seu emagrecimento acelerando o seu metabolismo

Se você quer emagrecer mais rápido a dica é acelerar o metabolismo, para isso basta seguir algumas dicas, confira!

Publicado por: Cida Ramos

acelere-metabolismo-emagre__a-mais-r__pido-turbinar-queima-capa

Você poderá gostar de:

Caminhada: Aprenda a emagrecer e cuidar da saúde

Dieta Dissociada: Aprenda a driblar o metabolismo

O metabolismo é o modo como o organismo transforma as calorias em energia. Quanto mais veloz for o metabolismo, mais rápido se perde gorduras e ganha músculos. Algumas pessoas são favorecidas geneticamente, outras nem tanto.

Pessoas com metabolismo acelerado podem comer mais, se exercitar menos e, ainda assim, conquistar os mesmos resultados que alguém com metabolismo mais lento.

Nem pense em pular o jantar ou viver de alface… O sucesso do seu plano para dar um fim nas gordurinhas não depende só das calorias que você consome. O metabolismo, ou seja, o modo como o seu organismo transforma essas calorias em energia, tem papel fundamental. “A velocidade com que as calorias são gastas é determinada geneticamente, mas é possível aumentá-la trocando a gordura por massa muscular. Quanto mais músculos, mais rápido e maior é o gasto calórico”, diz o endocrinologista Felippo Pedrinola, de São Paulo.

Isso acontece porque um metabolismo acelerado faz o seu corpo gastar mais energia. As atitudes abaixo fazem seu metabolismo ficar mais rápido. Quanto mais dicas você adotar, mais ágil ele ficará.

Algumas regrinhas resumidamente:

-Consuma carboidratos de baixo índice glicêmico, que são: grãos integrais, legumes, frutas e verduras.

-Consuma proteínas: leite desnatado, clara de ovos, carnes magras, frango, soja, ricota…

-Consuma gorduras saudáveis: castanhas, nozes, azeite de oliva extra virgem, semente de gergelim, e girassol.

-Coma pequenas porções de carboidratos, proteínas e gorduras a cada 3 horas.

-Faça exercícios físicos aeróbicos 1 hora por dia, como caminhadas, bicicleta, natação.

-Faça exercícios anaeróbicos, como musculação por exemplo. Quanto mais músculos você tiver, mas rápido fica seu metabolismo.

-Tome bastante água e sucos naturais.

-Durma pelo menos 8 horas por dia.

-Procure evitar carboidratos depois das 18 horas.

Saiba mais sobre o porque destas medidas acima:O ponto de partida para chegar lá

Dicas

1. Faça musculação

A musculação aumenta o seu gasto calórico mesmo nos momentos de descanso. Isso acontece porque o tecido muscular é metabolicamente ativo e necessita de energia mesmo quando você não está se exercitando.

2. Adote ácidos graxos essenciais (“gorduras do bem”) na sua alimentação

As “gorduras do bem” são necessárias para a produção de hormônios e para a construção de membranas celulares.Ou seja, elas têm uma ação anabólica (=construtiva). Para compensar o aumento de calorias, vindo destas fontes de gordura na dieta (castanhas, nozes, salmão, atum), o ideal é diminuir o consumo de carboidratos.
As gorduras são fundamentais para o metabolismo. Retardam a digestão do carboidrato e permitem que a energia seja gasta de forma mais homogênea. São classificadas em:

• Amigas: ajudam a limpar as artérias. Fontes: castanha-do-pará, de caju, amêndoa, amendoim, nozes, pinhão, pistache, azeite de oliva extravirgem, abacate, semente de abóbora, gergelim e girassol.

• Inimigas: entopem as artérias e devem ser evitadas. Fontes: manteiga, chantilly, bacon, linguiça, margarina e gordura vegetal hidrogenada. 

3. Todo estímulo conta

Acredite você ou não, pequenas mudanças de hábito podem fazer milagres pelo seu metabolismo. Caminhe mais, use escadas ao invés do elevador, evite o controle remoto. Ponha-se em movimento sempre que possível.

4. Não tenha medo dos carboidratos

Carboidratos não são seus inimigos. Usar os carboidratos corretos é uma ferramenta valiosa para o seu metabolismo. Opte sempre por carboidratos ricos em fibras e de baixo índice glicêmico.

Para que você saiba a diferença entre os carboidratos, segue um exemplo: considerando 20g de carboidratos provenientes de lentilha e 20g de carboidratos vindos do açúcar. Na digestão das lentilhas, você gasta muito mais energia porque, ao contrário do açúcar, as lentilhas contêm fibras e outros nutrientes que o corpo precisa extrair. O açúcar é “caloria vazia”, sua digestão não exige muito esforço porque não existem nutrientes a se aproveitar.

Os carboidratos são essenciais para um metabolismo rápido. Fornecem combustível aos músculos, ao sistema nervoso e às células do sangue. Sem energia, você fica lenta e a inatividade faz você ganhar peso. As nutricionistas Lyssie e Tammy Lakatos classificam os carboidratos em:

• Sempre: aqueles de baixo índice glicêmico (que mantêm estáveis os níveis de insulina, evitando o sobe-e-desce da glicose no sangue e afastando a fome por mais tempo). Grãos integrais, legumes, frutas e verduras — todos ricos em fibras e pobres em gorduras — levam mais tempo para ser digeridos e por isso aceleram o metabolismo.

• Às vezes e raramente: eles estão em toda parte. No arroz branco, doce, açúcar, biscoito e bolo. Ao serem refinados, as fibras são retiradas e dão lugar a açúcar e aditivos, que retardam o metabolismo. Esse grupo, de alto valor glicêmico, é digerido rapidamente. A rapidez engana o cérebro, que sinaliza mais fome em pouquíssimo tempo.

5. Não abuse das dietas hipocalóricas

Dietas muito restritivas deixam seu metabolismo mais lento. Isso acontece porque ele “entende” que as atividades para manter seu organismo são as mesmas de antes, mas agora ele terá menos energia para realizá-las.

Para evitar esta economia, não mantenha sempre o mesmo aporte calórico. Você pode variar dia-a-dia (ex. se sua meta são 2000 calorias, você deve consumir 1800 em um dia, 2200 no outro), ou economizar durante a semana e deixar um dia livre no fim de semana, ou ainda, fazer dieta por 2 semanas e liberar uma.

Só não esqueça que a conta precisa “fechar”. Caso você opte pelas variações dia-a-dia ou liberar no fim da semana, a meta continua sendo 14000cal/semana (considerando a meta de 2000cal/dia)

6. Aumente seu consumo de proteína

As proteínas ajudam a formar músculos, que consomem calorias mais rapidamente. Além disso, diminuem a velocidade de digestão dos carboidratos. Opte sempre pelas proteínas magras: lagarto, patinho, rosbife, peixe, frango, ricota, cottage, ovo, soja e derivados.

Para que a proteína seja usada como combustível, seu organismo precisa realizar reações químicas bem complexas. 30% das calorias provenientes de proteínas são usadas na digestão delas. Então, quando você consome 100 calorias vindas de proteínas, na prática você absorve 70 calorias e gasta 30 só no processo de digestão.

7. Faça exercícios aeróbicos de alta intensidade e muscular

Os aparelhos aeróbicos são grandes aliados. O ideal é utilizá-los, no mínimo, por 30 minutos, 5x por semana.
Mexa-se e ganhe músculos

Pular corda, cuidar do jardim, subir escadas, lavar o carro, dançar, levar o cachorro para passear, caminhar. A atividade física é essencial na aceleração do metabolismo. Com o passar dos anos, os músculos tendem a encolher e a gordura passa a ocupar o lugar deles. Por isso a musculação é tão importante. A prática de exercícios é responsável por 50% do sucesso no plano de ativar o metabolismo. O professor de educação física e especialista em fisiologia Mauro Cardaci, da Fórmula Academia, em São Paulo, endossa. Ele diz que 1 quilo de massa muscular a mais já é suficiente para tirar o metabolismo do atoleiro.

8. Aumente a freqüência da sua alimentação

Quando ingere qualquer alimento, você “força” seu organismo a iniciar o processo de digestão e, com isso, consumir calorias. Alimentando-se a cada três horas, você mantém seu organismo trabalhando o dia todo e acelera seu metabolismo.

9. Coma alimentos integrais

As calorias que você queima durante a digestão se devem ao trabalho que seu organismo tem para absorver os nutrientes e eliminar o que não serve. Quando você ingere alimentos integrais, esse trabalho é maior porque eles são formadas por cadeias de moléculas mais difíceis de quebrar.

Outra vantagem é que estes alimentos são ricos em nutrientes que participam de processos metabólicos e são usados para queimar gordura e construir músculos.

10. Beba água gelada

Seu organismo gastará energia para elevar a água gelada à temperatura do seu corpo. O quanto este hábito te ajudará a acelerar seu metabolismo ainda é muito discutido mas, como é super simples de se fazer, não custa nada tentar, certo?

Estes são apenas alguns hábitos que você pode adotar para acelerar seu metabolismo hoje mesmo. Você já deve ter escutado histórias de pessoas que perderam peso com atitudes como: subir escadas, eliminar frituras, consumir adoçantes no lugar do açúcar. O fato é: quanto mais mudanças você fizer, mais rápido você atingirá seus objetivos.

 

Outras dicas para manter seu metabolismo em alta

• A água ajuda o sangue a transportar melhor o oxigênio para os músculos. Na falta dela, você fica lenta, menos ativa e queima menos calorias.

• Tomar um limão-galego espremido na água colabora para manter o metabolismo acelerado.

• Não pule refeições nem fique sem comer por mais de quatro horas. Senão, seu metabolismo pisa no freio.

• Se não consegue ficar sem doce, deixe-o para a sobremesa. A comida segura o índice glicêmico do açúcar, evitando picos de insulina no organismo e a consequente sensação de fome.

• Dispense cereais à base de flocos de milho e arroz refinados, tipo crispis e corn flakes, que têm índice glicêmico alto. Prefira os de grãos integrais e aveia, ricos em fibras.

• A gordura da pipoca do cinema pode atolar seu metabolismo. Prefira a light de micro-ondas.

• Comece sua refeição pelos legumes e verduras, que têm poucas calorias, muitos nutrientes e fibras. Eles reduzem a fome e você acaba comendo menos dos outros alimentos.

• Se seu almoço for apenas uma salada de alface e outras verduras, seu metabolismo tem tudo para ficar lento. Esses alimentos de baixíssimas calorias não fornecem energia significativa: dentro de uma hora ou duas, você estará com fome. Junte à sua salada uma fonte de carboidrato, de preferência integral, uma proteína magra e uma gordura “amiga”.

• Frutas secas têm carboidratos do bem, que aceleram o metabolismo, e uma grande quantidade de vitaminas e sais minerais, além de potentes antioxidantes. Misture-as nas saladas, no iogurte ou na aveia.

Segredos do Oriente

Nabo, rúcula, cebola, gengibre e chá verde. Essas são as principais opções da medicina chinesa para acelerar o metabolismo. O médico Mauro Perini, do Spa Yan Sou, em Bragança Paulista (SP), é especialista no assunto. Ele explica que os alimentos citados pertencem à natureza yang. Isso significa que são capazes de aumentar o calor no interior do organismo e por isso estimulam o metabolismo. Para melhores resultados, ele recomenda a associação de alimentos de sabor picante com amargo. “Essa combinação tonifica o baço, responsável pelo metabolismo energético e um dos órgãos mais importantes segundo a medicina tradicional chinesa.”

Para o lanchinho da manhã e da tarde, ele recomenda um copo de suco com pedaços da própria fruta, de preferência ácidas, como laranja, limão, tangerina e abacaxi. O sabor ácido tem a propriedade diurética, que minimiza a retenção de líquidos. Outra boa ideia, segundo ele, é ter na bolsa ou na gaveta do escritório biscoitinhos e outros alimentos à base de fibras integrais e frutas desidratadas.

Fontes:http://emboaforma.wordpress.com

http://boaforma.abril.com.br

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *