Compartilhe:

Uma rede para relaxar…

Ideal para àqueles momentos de trégua, em que a correria do cotidiano, dá lugar ao descanso

Publicado por: Cida Ramos

rede de descanso

A rede de descanso ou rede de dormir teve origem com os índios sulamericanos. Os primeiros modelos eram feitos com elementos naturais como cipó. Já no Brasil colônia, o instrumento servia, entre outras coisas, para que os escravos carregassem os colonos. Sendo assim, um meio de transporte. Hoje, ter redes em casa é sinônimo de desprendimento e valorização do bem-estar. Além disso, elas são contemporâneas e caem bem na decoração.

De tamanhos, materiais, estilos, cores e texturas diferentes, hoje, há no mercado grande variedade de redes. “As redes podem ser encontradas em tecidos de algodão, lonas, tramas naturais ou sintéticas, e estão quase sempre acompanhadas de estruturas de corda, madeira, sisal ou metal. Isto define o estilo de cada peça. Os modelos vão do despojado ao sofisticado”, contam as decoradoras da VS Design, Fabiana Visacro e Laura Santos.

As profissionais alertam que para escolher o modelo ideal deve se levar em consideração alguns aspectos do ambiente. “É preciso observar cada item da decoração para usar de forma adequada os tipos disponíveis no mercado. Deve-se ainda atentar à estrutura física do local que receberá a peça. As redes podem apresentar medidas de casal ou de solteiro e suportam até 150 kg. Portanto, para sustentá-la, a parede deve ser de concreto ou receber o que chamamos de colchão de concreto para reforçar a estrutura já existente. Há também modelos que dispensam o uso de fixadores de parede por utilizar outros recursos de fixação”, explicam.

A designer de interiores Iara Santos lembra que apartamentos também podem ter redes. “É possível sim, basta ter espaço. Este utensílio pode ser colocado na varanda ou área do terraço, como a cobertura”, afirma. As profissionais da VS Design concordam e acrescentam: “As redes podem ser inseridas na sala de estar. Elas conferem charme, beleza e revelam um pouco do estilo de vida do morador, que valoriza momentos de descanso como forma de renovar as energias”.

E na hora de escolher as cores desse objeto é preciso analisar se estas se harmonizam com o ambiente. “As redes com cores mais sóbrias permitem ousar mais na decoração. Já as mais vibrantes trazem ares de frescor, alegria e renovação”, garantem as decoradoras, Fabiana e Laura. Segundo Iara, quanto mais escura a rede, mais fácil é a manutenção. “Gosto muito de nuances mais escuras, como terra, ocre e vermelha. Quanto mais escura mais fácil a manutenção, pois sujam menos”, ressalta.

As redes deixaram sua tímida ocupação em varandas de casas e apartamentos para compor espaços diversos como salas de estar e até escritórios residenciais. Esse utensílio traz descontração e muita leveza. “Para quem pensa em dormir, ler ou simplesmente pensar na vida, a rede se transformou em uma ótima opção. Ela gera conforto, induz a sensações de bem-estar e se integra perfeitamente ao ambiente”, finalizam as profissionais da VS Design. 

*Fonte: Mão Dupla Comunicação

Recomendado para você