16 dicas para proteger a sua casa contra ladrões

Veja nesta matéria 16 dicas para proteger a sua casa contra ladrões e deixe a sua casa segura!

Publicado por: Cida Ramos

Hoje vamos mostrar 16 dicas para proteger a sua casa contra ladrões e deixa-la o mais segura possívelde forma que eles não tenham interesse em tentar entrar.

Normalmente a casa é o lugar onde as pessoas devem e precisam se sentir seguras. Acontece que, com o crescente índice de violência e registros cada vez mais frequentes de roubos e furtos, as famílias e residências acabam ficando vulneráveis.

Poucas coisas são mais assustadoras do que a possibilidade de invadirem a nossa casa. Afinal, o “lar doce lar” é o lugar onde costumamos nos sentir seguros e protegidos. E somente aqueles que já passaram por uma situação de invasão podem descrever o quão aterrorizante ela é.

Porém, não é preciso vivenciar esse cenário para estar preparado para evitá-lo. Alguns truques podem fazer com que o invasor se sinta desencorajado a agir, poupando-lhe de passar por essa situação apavorante. Portanto, tome nota do que você precisa fazer para evitar uma possível invasão em sua casa.

Veja também: 

Dicas para evitar furto em casa se for viajar

O que os ladrões costumam pensar antes de realizar o roubo ou furto?

Muitas das dicas abaixo inclusive foram obtidas através de depoimentos de ladrões presos á empresas de mídia e autoridades policiais.

Tempo para realizar o roubo

O tempo que leva para entrar em uma casa é um dos principais fatores que os bandidos observam. Quanto mais tempo gastarem, maior a chance de serem pegos. Então, quanto mais você dificultar esta tarefa, melhor. Afinal, nada mais chamativo para um bandido do que uma porta ou um portão aberto, não é mesmo? Embora seja fácil de escolher um bloqueio, é preciso que ele cubra todas as possíveis entradas, como portas e janelas.

Presença de itens de segurança ou cachorros

Cães latindo e sistemas de segurança em casa vão afastar os ladrões e promover uma atenção indesejada em função do barulho que eles criam. Consequentemente, os assaltantes, muitas vezes, ignoram casas com esses recursos.

Quando um bandido decide roubar casas, ele procura maneiras de fazê-lo com o menor esforço. A necessidade de se livrar de sistemas de alarmes ou de cães de guarda é, de fato, um dificultador que pode representar a não escolha da sua casa pelos bandidos e garantir a sua segurança.

Iluminação do imóvel

Casas que são mal iluminadas à noite ou que têm muitas árvores que bloqueiam a entrada principal ou janelas são alvos atraentes para os bandidos, uma vez que a falta de iluminação e as plantas altas servem como uma capa para os ladrões passarem despercebidos. Um sistema de luz com temporizador, que acende ao anoitecer, e um jardim limpo com pequenas plantas podem te ajudar nesta tarefa.

Rotina dos moradores

Cada vez mais os bandidos têm reservado tempo para observarem suas vítimas. Além de observarem a rotina dos moradores de um alvo pretendido, eles têm observado as redes sociais e datas de oportunidade, como feriados.

Para burlar esta questão e aumentar sua segurança, restrinja o acesso às suas redes sociais somente para conhecidos, mude seus horários frequentemente, converse com os vizinhos para que eles possam ir à sua casa quando você estiver viajando e, se possível, tenha um sistema de monitoramento com câmeras, onde você possa observar sua residência à distância. Crie grupos de vizinhança no face ou what’s app e comunique-se com seus vizinhos sobre qualquer suspeita.

Como os ladrões costumam agir:

  • Os assaltantes preferem residências vazias. Acionam campainhas, fazem ligações telefônicas e percorrem ruas e quadras do entorno.
  • Costumam usar disfarces de prestadores de serviços e até mesmo de mendigos.
  • Atuam geralmente em dias úteis, horário comercial, depois de constatarem a ausência dos moradores.
  • Preferem furtar ou roubar eletrodomésticos, armas, DVDs, vídeo games, cheques, dinheiro e aparelhos telefônicos.

16 dicas para proteger a sua casa contra ladrões

Pontos fracos da sua casa

Verifique os pontos fracos da sua casa! Veja se a iluminação é suficiente, tudo o que pode fazer para melhorar sua segurança.

Se seu muro é alto o suficiente, ou se prefere grades, de qualquer das formas procure instalar cerca elétrica, melhor ainda se for junto com a concertina e com alarme conjugado. Assim vai dificultar em muito a ação dos bandidos.

Tenha um Cão de guarda

Tenha um cão de guarda, o cachorro é o primeiro a avisar se alguma coisa estranha acontecer e se o ladrão observa que tem um cachorro ele também vai evitar sua casa. Se você quer se sentir realmente protegido, escolha raças de cães de guarda, como Rottweiler, Dobermann ou Boxer. Isso com certeza vai fazer o invasor pensar duas vezes antes de entrar na sua casa. Caso não possa tenha um cachorro barulhento, como Pincher ou Chihuahua, qualquer cachorro já ajuda.

Reforce portas e janelas

Outra medida que pode desencorajar um invasor é a implementação de reforço nas portas e janelas. Afinal, o que é mais fácil de atravessar: uma janela que é protegida apenas pelo vidro ou outra que tem grades de proteção? Reforçar as portas pode até não intimidar o invasor, mas inibe ações de arrombamento. E nunca escolha aquelas portas de vidro que são facilmente quebráveis, especialmente se você é daqueles que vive esquecendo a chave na fechadura.

Janelas com divisões no vidro próximas à fechadura são menos seguras, já que o vidro fará menos barulho ao se quebrar pela ação de um ladrão. Usar algum tipo de tranca opcional também é uma boa medida para atrasar o criminoso. Um exemplo é a colocação de um pedaço de madeira no trilho das janelas e portas de correr. Até telas mosquiteiras podem dificultar a vida do ladrão e levá-lo a optar por tentar a sorte em outra casa.

Desconfie de Todos

Os correios chegaram trazendo uma encomenda? Um vizinho quer entrar para contar uma novidade? Um oficial de justiça está batendo na sua porta? Alguém oferecendo alguma mercadoria ou serviço? Tome cuidado: todos esses podem ser disfarces para um invasor que quer entrar em sua casa. Sempre confirme a identidade das pessoas e evite convidá-las para entrar em sua residência. Às vezes estamos lidando com um criminoso que quer estudar o local antes de agir posteriormente.

Tome cuidado ao chegar em casa

Foto: Globo.com

Muitos bandidos aproveitam a hora em que a pessoa vai entrar em casa para render a vítima. Então, alguns cuidados são importantes nesse momento. Se você desconfia de alguém que está parado ou rondando por perto, desvie o caminho e não entre. Procure um lugar seguro e ligue para sua casa.

Verifique a rua antes de acionar seu portão da garagem ou antes de entrar em casa mesmo pelo portão a pé. Antes de entrar em casa, visualize se tem alguém suspeito na rua, se estiver de carro dê uma volta pela rua e certifique se pode acionar o portão.

Evite conversar no portão, enquanto se despede de alguém. É melhor entrar e conversar dentro de casa ou do prédio.Prevenir é uma boa maneira de evitar ser pego de surpresa.

Aposte em alertas sonoros

O alerta sonoro é um dispositivo excelente para quem busca uma proteção extra na área externa da casa. Com o alarme instalado, um barulho altíssimo é emitido quando for detectado algum movimento pelos sensores. Um alerta também é enviado para a central responsável pela segurança da casa, que fará uma ronda no local.

Seguindo o mesmo princípio das “armadilhas sonoras”, um alarme atrás da porta pode acabar denunciando a ação de invasores. E não estamos falando daqueles complexos sistemas que dependem de bateria e energia elétrica. Geralmente, um sino bem instalado vai fazer muito bem esse trabalho.

Instale luzes com detecção de movimento

Este mecanismo faz com que as luzes se acendam automaticamente quando detectam movimentos. Além de econômico, estes sensores podem estar ligados à central de monitoramento do alarme ou ao sistema de câmeras da casa. Lembre-se de que ambientes claros afugentam a ação de invasores.

Tenha iluminação em pontos de entrada na frente e fundos da casa

O escuro é o ponto preferido dos bandidos para agir. Quanto mais iluminada a área externa de sua casa for, menor é a chance de ser surpreendido. Deixe uma luz acesa na frente e nos fundos da casa durante à noite. Os ladrões não gostam de locais iluminados. De nada adianta deixar uma luz dentro de casa acesa para “enganar” os bandidos, muito menos uma TV ligada, isso pode ajudar se for junto com as luzes externas acesas, definitivamente o que pode inibir sua ação são as luzes externas acesas.

Utilize câmeras em lugares estratégicos.

Além dos outros artefatos, a câmera vem como complemento na segurança da área externa da sua casa. Não só para verificar quem chega através do interfone, a instalação dessa tecnologia permitirá, mesmo que online, que seja verificado o movimento ao redor da sua residência.

Do seu smartphone, por exemplo, você poderá conferir como está sua casa antes de entrar na garagem. Além disso, poderá viajar mais tranquilo com a possibilidade de monitorar à distância.

Instale portão automático

Garagens que necessitam de abertura manual são um perigo enorme. O motorista tem que descer do carro para abrir a porta, o que facilita e muito as ações dos bandidos. Portanto, a instalação de um portão automático é primordial para a segurança. Mesmo assim, tome cuidado ao acionar o portão. Se perceber algo estranho, não entre. Dê uma volta no quarteirão até se sentir seguro. Se a ameaça continuar, chame a polícia.

Avalie os seus próprios hábitos e se sua casa tem um nível aceitável de proteção

Vítimas de furto, quando entrevistadas confessam que suas próprias atitudes facilitaram a ação do criminoso. Hábitos simples como trancar todas as portas e portões ao sair ou à noite já inibem a ação dos ladrões, que são movidos pela “lei do menor esforço”. Muitas vezes os ladrões costumam aproveitar a oportunidade que lhe dão. Como por exemplo na hora de jogar o lixo fora, deixar a porta da rua aberta, ou do portão da garagem. Procure verificar antes de jogar o lixo fora se tem alguém suspeito na rua.

Outro costume comum em cidades do interior ou subúrbios é ficar sentado do lado de fora de casa, conversando com a família e amigos. Isso é um hábito muito antigo que não é mais aceitável hoje em dia. Os ladrões podem render as pessoas facilmente com uma atitude dessas. Então avalie se no seu bairro ou cidade ainda dá para ficar do lado de fora de casa conversando e se expondo ao perigo.

Cuide das plantas e árvores

Os galhos de árvores e as plantas que se localizam próximos aos sensores infravermelhos ativos e cercas elétricas devem estar sempre podados, para evitar o contato com o sistema de segurança e ocasionar o disparo falso do alarme.

Além disso procure não ter árvores grandes que possam esconder uma pessoa, principalmente dentro da sua casa ou no portão de entrada. Prefira arbustos pequenos para evitar que o ladrão  aproveite para se esconder.

Tenha um esconderijo seguro

Se todos os seus esforços não conseguiram evitar uma invasão, tenha certeza de que você tem um lugar para se esconder. Pode ser o sótão, o porão, um guarda-roupa ou até mesmo um buraco no chão. É lógico que você precisa preparar esse lugar com antecedência. Se precisar, faça testes e verifique se esse lugar que você preparou é realmente eficiente para protegê-lo do invasor. E já avisamos que se esconder em baixo da cama nunca foi uma boa opção.

Se possível tenha alguma defesa

Se tiver uma arma, spray de pimenta, ou qualquer objeto de defesa esteja preparado para usá-la. No seu esconderijo, um bom objeto para deixar armazenado é uma arma. Pode ser um canivete, um porrete, uma faca e até mesmo um revólver. Porém, você precisa estar pronto para usar essa arma se for preciso. De nada adiantar armazenar um revólver descarregado. Ou uma faca cega e sem ponta. Ou um porrete todo corroído pelos cupins. Da mesma forma que o próprio esconderijo, é preciso testar regularmente a sua arma e ter a certeza de que você está pronto para usá-la.

Mas vale lembrar que nós não estamos fazendo nenhuma apologia ao uso de armamentos, apenas lembrando que no Brasil estamos sob a lei do desarmamento, ou seja, para se ter a posse de uma arma, é necessário uma série de documentos, testes de proficiência assim como também exames psicológicos entre outras exigência solicitadas pela Polícia Federal. Para mais informações você pode ver no próprio site da PF.

Procure não reagir se for rendido

Para fechar, uma dica importante: se você for rendido, nunca reaja. Os bandidos também estão nervosos, mas a diferença é que carregam armas e muitas vezes estão sob o efeito de drogas. Para proteger sua família e fazer com que tudo acabe o mais rápido possível, não enfrente-os e faça tudo o que mandarem.

Cuide de sua família e de seus bens com segurança. Siga nossas dicas e não deixe o medo ocupar a sua cabeça! Contrate uma empresa qualificada de segurança e garanta um lar mais seguro e confortável.

Fontes: www.telealarme.com / www.pm.se.gov.br  ahduvido.com.br

Espero que tenham gostado da matéria, deixe o seu comentário e obrigada pela visita 🙂

Recomendado para você

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *